Minas Gerais


Gente como contei para vocês no post anterior eu viajei para Minas Gerais no mês passado e fiquei lá durante 5 dias com o pessoal da faculdade, mas não era uma viagem a passeio e sim um trabalho de campo. Hoje eu resolvi entrar em detalhes sobre a viagem e contar pra vocês resumidamente como foi. O foco da viagem ficou voltado para o artesanato das cidades em que visitamos, a tradição e a autenticidade envolvida e ao patrimônio histórico. O estado de Minas Gerais é um local de grande fluxo turístico, e cheia de pequenos distritos, e nem todos possuem infraestrutura turística. As cidades e distritos que visitamos foram: São João Del Rei, Tiradentes, Bichinho, Resende de Costa e Coronel Xavier Chaves. Todos os dias tivemos programações criadas pelo Dtur (Departamento de Turismo), na programação tivemos palestras, visitamos centros históricos e atelieres, visitamos igrejas que fazem parte do patrimônio histórico dos locais que visitamos e no fim do dia estávamos esgotados rs, ficamos hospedados em Tiradentes, mas nossa primeira parada assim que chegamos foi em São João Del Rei - onde fica a igreja da foto do título.


Em São João Del Rei conhecemos as lendas locais através de um roteiro teatralizado chamado Lendas São Joanenses, onde um grupo de profissionais sendo a maioria formada em turismo tiveram a ideia de transformar as lendas da cidade em pequenas representações teatrais nos locais onde reza  a lenda que elas aconteceram, tudo bem organizado para atrair os turistas à cidade, eu particularmente gostei bastante do roteiro e recomendo as pessoas que visitarem a cidade, além de conhecer as lendas você acaba conhecendo também o centro histórico da cidade, pois o mesmo é o cenário das lendas. Além de contar as lendas o pessoal do Lendas São Joanenses contam a histórica de cada lugar que faz parte do centro histórico, fazendo o turista conhecer o local de uma maneira mais descontraída e interessante do que se fosse apresentado por um guia tradicional.


No segundo dia pela manhã visitamos o atelier do Sr. Naninho que fica no distrito de Bichinho- Prado, ele constrói belas peças artesanais em madeira, existem de vários tamanhos em seu artesanato com o preço com uma grande variabilidade, podendo chegar á R$20.000 como uma encomenda que ele nos mostrou que ainda estava sendo criada e até deixou que tentássemos utilizar na madeira as técnicas que ele utiliza. Vimos na família dele como é passado de geração em geração esse ofício, vimos as netinhas dele participando do processo de criação de algumas peças. Eu como sou curiosa fui mexer na peça que ele estava criando, com muito medo é claro de estragar a arte dele rs. Olha eu ai na foto abaixo dando uma de artesã rs, se turismo não der certo já sei o que seguir. 


Após o atelier do Sr. Naninho, fomos visitar a Oficina de Agosto que também fica em Bichinho, mas tem um modo de produzir o artesanato diferente. A forma como eles produzem lembra um pouco o fordismo e o seu modo de produção, nenhum artesão da Oficina de Agosto participa do processo total de criação de uma peça artesanal, ele só faz uma parte do todo e eles também não tem liberdade de criação, criam o que uma pessoa de fora manda. Mas possui as peças parecidas com a do Sr. Naninho e tem um gramado liiiindo, com várias esculturas e peças, a mais famosa que ficou são 4 bonequinhos em posição de meditação que todo mundo tirou foto ao lado fazendo  pose de meditação e eu fui uma rs. 



Depois de visitar esses dois atelieres fomos almoçar, gente comida mineira é muuuuuuito boa, eu já tinha ouvido falar a respeito mas é como diz aquele ditado "só acredito vendo", vi, comi e adoreeei. Almoçamos num restaurante bem simples, super fofo e fomos bem atendidas pelo Zé, uma amor de pessoa, pena que não me recordo o nome do restaurante, mas fica em Bichinho. Pra guardar de recordação tiramos um foto com o tão querido Zé, saudades eternas da comida mineira do restaurante dele rs. 


Depois do almoço delicioso e do sorvete como sobremesa, fomos à um engenho, pra quem não sabe é um local onde se é fabricado a cachaça. Em especial visitamos o engenho da cachaça Séc. XXI, que pertence a 7ª ou 8ª geração não me recordo exatamente da família de Tiradentes, esse engenho fica no distrito de Coronel Xavier Chaves, onde três gerações trabalham no engenho. O atual responsável que não se assustem também não lembro o nome, acho que é Carlos não tenho certeza rs nos contou toooda a história do engenho de um jeito bem descontraído e no final houve degustação da cachaça dele, geeente eles explicaram que quanto mais nova mais vai queimar, eu tomei uma dose da mais velha e queimou muito, imagine se tivesse tomado da mais nova rs. A cachaça deles é famosa em muitos lugares, aqui no Rio de Janeiro em Ipanema existe um restaurante que serve a dose da cachaça deles por R$60, caro demais, mas no engenho deles a garrafa é vendida por R$30, quem for cachaceiro e curtir uma cachaça artesanal e estiver passando por Minas pode visitar o engenho, recomendo, é muito legal. 



E depois de uma degustação, tivemos uma palestra no distrito de Resende de Costa com o Luiz Cláudio que é artesão desde os 12 anos de idade, secretário de agropecuária e meio ambiente e também responsável por turismo e cultura no distrito, caramba quanta função pra uma pessoa só né? Ele explicou que como a cidade é pequena a verba também é, e um pessoa acaba assumindo mais de um cargo político. O distrito de Resende de Costa tem o artesanato voltado para a tecelagem, no tear onde os fios se entrelaçam e vão formando tapetes, mantas, fronhas, etc. Eu não tirei nenhuma foto no atelier dele, minha câmera descarregou mas achei uma do Luiz na internet e com o seu tear. 

(fonte:http://www.jornaldaslajes.com.br/)


No terceiro dia foi a vez de visitarmos o centro histórico de Tiradentes, onde um guia local no orientou durante todo o trajeto contado a história de cada detalhe existente no centro histórico e dentro das igrejas do centro histórico. A igreja na foto é a segunda igreja mais rica em ouro no Brasil sendo ela a Matriz de Nossa Senhora do Pilar, o seu interior é simplesmente maravilhoso, é tanta coisa linda que você não sabe pra onde olhar, cada detalhe com uma história por trás da sua criação. O guia foi muito importante na nossa visita ao centro histórico, mesmo fazendo turismo e estando na viagem como uma futura turismóloga eu me vi naquele momento como uma turista que não sabia muitas coisas sobre a cidade e que se estivesse sozinha visitando muitos detalhes e histórias passariam por mim e eu nem perceberia. A parada final do passeio pelo centro histórico foi numa fonte de água com três cascatas de água onde cada uma como diz a lenda da fonte trás uma coisa específica para a vida de quem bebe dessa água, os benefícios citados na lenda são: amor de juventude, dinheiro e casamento, se estiver precisando de algum desses três não deixe de visitar essa fonte e levar sua garrafinha cheia pra casa rs. Foi o que eu e muitas outras pessoas da faculdade fizeram haha





Bebemos água, enchemos nossas garrafas e partiu almoço, no restaurante próximo a fonte e depois fomos para o IPHAN de Tiradentes participar de uma palestra e saber um pouco mais como funciona o tomamento dos bens materiais e imateriais, os problemas que eles encontram, a responsável pelo IPHAN cujo o nome não me recordo tirou todas as nossas dúvidas, e explicou que o principal problema que o IPHAN encontra tem ligação com o turismo, já que os donos dos locais que são tombados querem fazer reformas nos bens materiais para atender a demanda turística o que prejudica muito. Bem, no IPHAN não tirei nenhuma foto também, que pena. 



Logo após o IPHAN tivemos oooutra palestra, dessa vez sobre a Estrada Real, onde existia vários caminhos para o escoamento do ouro onde a coroa tinha controle. Me desculpem mas também não lembro o nome dos palestrantes da vez, sou péssima pra guardar nome confesso! Mas eles nos explicaram como funciona o turismo nessa região e nos contaram sobre os projetos que eles criaram e estão desenvolvendo, por  exemplo a trilha dos inconfidentes. O projeto da trilha dos inconfidentes tem como objetivo criar uma rota  tenha como identidade o artesanato, religiosidade, tradição, música, patrimônio, rural, natureza e gastronomia dos locais por onde a trilha passa. 


Quarto dia e visitamos a matriz de São Francisco de Assis, nessa igreja tivemos uma longa conversa com o sineiro Nilson, na cidade de São João Del Rei onde fica localizada essa igreja, assim como em outras cidades do estado de Minas Gerais o toque dos sinos são considerados patrimônio imaterial, pois eles possuem grande importância onde existem vários toques, e cada toque tem um significado passando uma mensagem para a população local que já sabe o que cada um quer dizer. Visitamos as torres dos sinos, e do topo se tem uma vista lindaa, além da igreja também ser linda demais. O Nilson nos disse que o toque dos sinos é uma tradição muito antiga, e que há jovens que buscam aprender o ofício de sineiro, o que é bom pois sempre haverá alguém para manter essa tradição local sempre viva.



Após a visita à igreja e o tempo livre que tivemos para caminhar pela cidade, tivemos uma palestra com a superintendente de turismo de São João Del Rei que nos contou como funciona o turismo na cidade, seus pontos positivos e negativos e os projetos que ele trabalha e pensa em trabalhar no território da cidade. 


Último dia, é hora de dar tchau para Minas Gerais buá, buá,buá. Para encerrar a estadia em Minas Gerais finalizamos com um passeio de maria fumaça que nos levou de São João Del Rei até Tiradentes. Sinceramente eu esperava mais do passeio, achei que teria algo pelo meio do caminho pra ver que fosse interessante, e só vi mato, pessoas ao longo do caminho e bovinos kkk Mas foi legal mesmo assim toda a viagem. E pra encerrar algumas fotos da fim da viagem. 




Então gente esse foi um pouco da minha passagem por Minas, adorei a cidade, o clima, os lugares que visitamos. 

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada Amélia, essa são apenas algumas das muitas que tirei durante a viagem rs.

      Excluir
  2. Muito lindo, amei o a foto perto Trem, parabéns pelo blog ele é tão fofo <3 bjs

    http://khadja-fernanda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir