Textos: Aaah, o amor.



O que mais me chama atenção neste sentimento tão complexo de ser entendido é o modo como ele se instala na vida das pessoas. Vou contar pra vocês uma história de amor que não começa com um "Era uma vez ...", mas que eu espero que tenha um final feliz assim como nos contos de fadas que me foram contados na minha infância. Aprendi que o amor pode surgir das maneiras mais inusitadas existentes e incapazes de serem imaginadas, essa história começa assim. 
Um casal jovens que possuíam amigos em comum e mau sabiam um da existência do outro e se sabiam nem notavam a presença alheia. Até um dia onde Malu e Arthur participaram juntos de uma gincana proporcionada pelo catecumenato de jovens da igreja, que ambos frequentavam e participavam desse grupo que preparava jovens para receber o sacramento do crisma, onde um jovem católico confirma o seu batismo e recebe os 7 dons do Espírito Santo. Daquele em dia em diante os dois se tornaram amigos, e uma amizade que a cada dia aumentava, coisa de amigos-irmãos sabe, ele passou a frequentar a casa dela durante os fim de semana acompanhado de um amigo em comum com os dois que já frequentava a casa de Malu a mais tempo, os pais dela adoraram o novo amigo que a filha apresentara a eles. O tempo passou e o Arthur se apaixonou por Malu, e ela nem se quer imaginava que o sentimento dele por ela havia mudado.  Até que um dia conversando com um amigo ele contou dos sentimentos que Arthur estava sentindo, ela ficou desacreditada e sem reação porque não esperava algo assim, e começou a entender ou achar que tinha entendido o porque de nos últimos dias ele estar mais carinhoso que o de costume. O tempo passou, e a nova informação ficou circulando na sua mente por uns dias o que a fez sonhar que estavam namorando, e como conversavam muito por sms enviou uma para Arthur assim que acordou contando do sonho.
- Sonhei com você. disse ela na primeira sms
- O que você sonhou?
- Sonhei que estávamos namorando. Respondeu Malu.
Por uns minutos ele demorou a responder, ela imaginou que seria por estar na faculdade, mas não diminuiu a ansiedade de saber o que ele acharia do fato dela ter sonhado que os dois estavam namorando.
- Quando a gente sonha com algo é porque tem pensado muito no assunto. Disse Arthur.
Sem reação,sem resposta, sem ar, acho que foi assim que Malu sentiu ao ler aquilo e respondeu a sms sem dar muito "brecha" pra continuidade do assunto.
Depois disso no fim de semana que chegaria eles tinham uma festa de aniversário para ir, então foram juntos com o Jv, na festa Arthur disse que queria falar com Malu e se declarou para ela, disse que estava gostando dela de verdade, que o que sentia era bem mais que amizade mas que tinha medo dela não sentir o medo e estragar a amizade, naquela noite ela não estava bem e disse que depois conversariam. No dia seguinte saíram juntos novamente pra um sinucas bar e nada de conversarem lá, quer dizer não sobre o assunto dos dois pelo menos. Malu ao chegar em casa mandou uma sms dizendo mais ou menos assim "Eu quero ficar com você sim, só não tive coragem de dizer hoje pessoalmente" e dali em diante as conversar tomaram outro rumo, um a qual os levou com que ficassem, sem nada marcado, inesperado do jeito que ela gosta.
Malu viajaria para casa de sua avó nas férias de dezembro para passar uns 15 dias, não veria seus amigos mais próximos no natal e resolveu juntar todos em casa pra uma confraternização e um amigo oculto, por coincidência ou destino um tirou o outro para presentear com chocolate e mesmo estando "velhos" para brincar de pique-esconde todos decidiram brincar, já que sempre que falta luz na rua é isso que fazem, tem momento melhor pra isso? Acho que não né, e eles também achavam isso. No meio da brincadeira Malu, Arthur e Jv se esconderam num beco, Jv foi visto e laterado, mas os dois permaneceram quietos no beco escuro para que não fossem pegos, e foi quando aconteceu o primeiro beijo do casal no dia 15 de dezembro de 2012. Aquele seria o primeiro e os próximos só depois que ela voltasse de viagem.
Durante toda a viagem, mesmo com a dificuldade de encontrar sinal telefônico no celular eles se falaram. Ficaram juntos sem namorar por quase dois meses, saíam, ele continuou frequentando a casa dela, mas só ficavam do portão pra fora ou quando saíam porque os pais dela ainda não sabiam. Um dia (01 de fevereiro de 2013) Arthur chamou Malu para acompanhá-lo numa ida ao shopping porque ele iria trocar umas roupas e ela foi, depois de ter trocado as roupas e lanchado foram para uma área no pátio do shopping onde haviam bancos, se sentaram e começaram a conversar,  foi então que Arthur decidiu pedi-la em namoro mesmo sabendo que ela poderia ir morar em outra cidade pra cursar sua faculdade. 
- Então Malu, to  gostando de ficar com você e queria tornar isso num relacionamento mais sério, mas tem a questão de você ir morar em outra cidade e queria saber como vamos ficar. - Foi mais ou menos isso que Arthur disse olhando pro chão por estar morrendo de vergonha e não conseguir encará-la naquele momento.
- Então Arthur por mim a gente leva até onde der, também estou gostando de você. 
- Eee... isso significa que estamos namorando?. Perguntou Arthur
- Não. Você não pediu ainda. Sorriu Malu, enquanto esperava o pedido que veio logo em seguida.
- Você aceita namorar comigo?
- Sim, aceito. 
E os dois se beijaram. 
E isso é só o começo de uma história que dura a 10 meses juntos, sendo 8 de namoro. Uma história de amor que assim como todas as outras tem seus altos e baixos, que resiste a distância de 117 km que os separam durante a semana, mas que é encurtada pela internet, ligações, sms e mais o que der pra se comunicar. Uma história de amor e amizade ao mesmo tempo, de lealdade, confiança e muito muito amor adicional rs. Essa história é minha e do meu namorado, Malu sou eu, é assim que o povo na faculdade me chama e Arthur é um nome que o Rafael (meu namorado) adora e quer dar ao filho dele. Mesmo ele me pertubando e eu o pertubando também, e não é pouco! mesmo a gente discutindo pra ver qual é o melhor curso universitário entre turismo e engenharia, mesmo esse chato entrando no meu blog e postando foto do Flamengo(mesmo eu sendo flamenguista, não pode invadir meu blog u-u) e do mascote da engenharia (pode parando com isso ein Sr. Rafael senão tu já sabe o que acontece!), mesmo que continue apertando as gordurinhas da minha barriga fazendo com que eu me sinta gorda, eu te amo! Te amo por ser assim exatamente do jeito que você é, chato, resmungão, viciado em futebol, teimoso, carinhoso, dedicado, sincero, engraçado, prestativo, ... Mas fica longe da área de postagem do meu blog, só o acompanhe como leitor, obrigada ! *-* rs 

E ai gostaram? >.<


2 comentários:

  1. Te amoooo de mais s2 , e vou continuar entrando no seu blog kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Linda história!! S2
    http://vamoskamalear.blogspot.com/

    ResponderExcluir